Bolha no pneu: E agora? Tem conserto?

Em primeiro lugar, é importante saber que todos os pneus têm cinco anos de garantia das fabricantes contra problemas de fabricação. Ela começa a contar a partir da data de compra (nota fiscal) ou cinco anos da data de fabricação na falta deste.

Geralmente, recomenda-se usar os pneus por, no máximo, 10 anos, no entanto, as condições de uso e o contato frequente com as irregularidades do solo podem acelerar o desgaste dos itens.

É aí que podem surgir as bolhas na lateral do pneu (chamadas também de “barrigas de pneu”), tornando-o instável e com risco de estourar, ou seja, uma bomba relógio!

Como a bolha se forma?

Quando o pneu se choca com um buraco, por exemplo, a estrutura interna metálica do objeto se rompe, fazendo com que a pressão do ar empurre a borracha para fora, formando assim, a bolha (ou barriga).

As bolhas também podem surgir se os talões forem danificados durante o processo de montagem dos pneus, ou se você manter a calibragem mais baixa do que a recomendada pelo fabricante.

Vale lembrar que este tipo de deformação pode aparecer até em pneus novos e não está na garantia do veículo!

Atenção:

– Caso não tenha como trocá-lo imediatamente, a recomendação de urgência, é que o pneu com bolha seja colocado na parte dianteira do veículo, pois assim o motorista poderá corrigir a direção caso o pneu estoure repentinamente.

– Nunca aceite realizar serviços duvidosos, como a vulcanização (recuperação de pneus cortados) e o uso de pneus recondicionados. Preze sempre pela sua segurança e a dos demais passageiros.

O problema não tem conserto! A solução mais segura é substituir o pneu avariado por um original de marca reconhecida.

Fale conosco - Clique aqui